página inicial | notícias | promoções

notícias

Florinda Meza quer criar filme sobre seu romance com Chespirito

Quarta-feira, 10 de dezembro de 2014


Por Felipe Ernesto

Redação Vila do Chaves

 

Viúva de Roberto Gómez Bolaños, criador de Chaves, Florinda Meza, a Dona Florinda da série, planeja levar a história de amor do casal para o cinema. A atriz quer produzir uma comédia sobre o romance entre ela e o comediante, falecido no último dia 28. Os dois viveram juntos durante 37 anos e eram casados oficialmente desde 2004. A parte mais polêmica da relação, em que Florinda Meza namorou Bolaños quando ele era casado, deverá ficar de fora.

Segundo o portal Esmas, da rede mexicana Televisa, produtora de Chaves, Florinda Meza deseja fazer um filme ao estilo do comediante Cantinflas (1911-1993), um dos mais populares do México e referência de Bolaños. O filme, ainda sem elenco e produção definidos, contaria como os dois se conheceram, quando ela tinha 22 anos e ele, 41.

O filme reconstituiria o início do relacionamento de Florinda Meza com Roberto Gómez Bolaños, durante uma viagem do elenco de Chaves para o Chile, em 1977. Também mostraria a vontade de Florinda de ser mãe. Bolaños fez vasectomia após ter seis filhos com a primeira mulher, Graciela Fernández.

O lado mais polêmico da relação entre os dois, entretanto, não deverá entrar no filme. No último sábado (6), Maria Antonieta de las Nieves, a Chiquinha, revelou intimidades de Florinda Meza nos bastidores de Chaves. Segundo a atriz, a ex-colega namorou Bolaños e Carlos Villagrán, o Quico, quando eles ainda eram casados, e também teve um caso com Enrique Segoviano, produtor e diretor da série.

Após o affair no Chile, Roberto Gómez Bolaños e Florinda Meza assumiram o relacionamento e viveram juntos durante 37 anos. Em 2004, oficializaram a união em um casamento reservado.

Florinda Meza também pretende levar para a Broadway uma comédia musical escrita pelo criador de Chaves sobre a mãe de Charlie Chaplin (1889-1977), uma homenagem ao comediante britânico que é uma das influências do mexicano. A atriz, que também é produtora da peça, tenta desde 2011 estreá-la no distrito mais famoso de Nova York. Com a morte de Bolaños, ela espera ter uma nova chance.

A viúva de Bolaños ainda está na Cidade do México, onde o comediante foi velado e sepultado na última semana. Segundo jornais mexicanos, ela está muito abalada com a perda do marido e não consegue voltar à Cancún, cidade litorânea onde viviam desde 2009. O criador de Chaves morreu em casa, após uma parada cardíaca, em 28 de novembro, aos 85 anos.