página inicial | notícias | promoções

notícias

Florinda Meza proíbe visitas ao túmulo de Chespirito

Sexta-feira, 9 de janeiro de 2015


Por Felipe Ernesto

Redação Vila do Chaves

 

Viúva de Roberto Gómez Bolaños, criador da série mexicana Chaves, Florinda Meza está proibindo o acesso de qualquer pessoa ao túmulo do comediante, morto em novembro do ano passado, aos 85 anos de idade. A atriz deu ordens para que ninguém se aproxime do local onde Bolaños está enterrado e, inclusive, instalou câmeras de segurança no local.

Segundo o jornal mexicano El Universal, é impossível visitar o túmulo de Chespirito no cemitério Panteón Francés, na Cidade do México, onde ele foi enterrado no início de dezembro. Qualquer tentativa de se aproximar da sepultura do criador de Chaves é impedida pelos seguranças do local a mando de Florinda.

Fãs e crianças de outros países tentam deixar cartas e outros objetos no local onde Bolaños está enterrado, porém todas as homenagens são recolhidas e entregues para Florinda Meza quando ela vai ao cemitério. A atriz também contratou coveiros e zeladores exclusivos.

A restrição a visitas vale apenas para Roberto Gómez Bolaños. Outros mexicanos famosos enterrados no mesmo cemitério podem ser vistos sem problemas, como os comediantes Pedro Infante (1917-1957) e Germán Valdés (1915-1973), irmão de Ramón Valdés, o Seu Madruga da série Chaves.

Mulher de Bolaños durante 37 anos, Florinda Meza ganhou má fama nos últimos anos de vida do comediante por protegê-lo excessivamente e blindá-lo do assédio da imprensa e dos fãs.

Desde a perda de Bolaños, Florinda Meza não retorna a Cancún, cidade litorânea do México, onde os dois moravam. No final de dezembro, a atriz anunciou no Twitter do comediante que venderia os imóveis porque eram grandes demais para ela.